Home Expedições SAS Brasil vai à Maré, no RJ, e devolve autoestima para avó que não ia ao dentista há 3 décadas

SAS Brasil vai à Maré, no RJ, e devolve autoestima para avó que não ia ao dentista há 3 décadas

por Ana Beatriz Viana Arruda

Ilsa levou os netos de 15 e 10 anos para terem a primeira consulta odontológica de suas vidas e acabou beneficiada com um atendimento

Maria Eduarda Félix

Especial para a SAS Brasil

“Eu tenho até vergonha de sorrir”, disse Ilsa Vieira, enquanto timidamente retirava sua máscara para mostrar o seu sorriso com vários dentes a menos. Ela é moradora da Comunidade da Maré, no Rio de Janeiro, e não via um dentista há quase três décadas. Seus netos, Joana, de 15 anos e Leonardo, de 10, nunca haviam se consultado com um profissional da área antes. Para eles, além da falta de saúde, isso também era sinônimo de baixa autoestima. 

Confira: Fundadoras da SAS Brasil compartilham metas até 2030 em evento com voluntários

D. Ilsa

Ilsa conta que há 29 anos, quando trabalhou em uma clínica, teve a oportunidade de fazer uma prótese dentária, que retirava todos os dias e colocava embaixo do seu travesseiro. “Mas um belo dia eu acordei e ela desapareceu. Acho que foi meu ex-marido que escondeu para que eu ficasse feia para os outros homens”, relembra Dona Ilsa, que completa a frase com uma justificativa que deixa evidente as marcas de ter um sorriso que lhe causa vergonha: “Naquela época eu era bonita, né?”, desabafa. 

A família foi uma das 200 atendidas pela SAS Brasil na Expedição Maré em maio de 2021, e ilustra a realidade de 20 milhões de brasileiros que, segundo o Conselho Federal de Odontologia de 2014, não têm acesso à saúde bucal.  Mesmo que esse seja um dos pilares da atenção básica de saúde, é um direito que se torna inacessível. Segundo o CFO, 68% da população não sabem que têm direito ao tratamento odontológico público e 46% consideram difícil o acesso ao dentista.

D. Ilsa com os netos

 “Eu digo para os meus netos escovarem os dentes, mas saio todo dia cedo para trabalhar e não tenho muito tempo para dar atenção”, disse  a avó sobre a dificuldade de acompanhar a rotina de Joana e Leonardo. Ela continua: “Dentista por aqui é tão difícil. Eu mesma estou procurando para mim e não estou conseguindo. Se tivesse de ir, procuraria no posto de saúde, mas nunca tem”, relata.

Mas para a família Santos Vieira, o cenário passou a ser outro numa sexta-feira, 21 de maio e primeiro dia da Expedição Maré, realizada pela SAS Brasil. Ao levar saúde para regiões sem acesso a médicos especialistas, a startup social entende que também está levando autonomia, empoderamento e, claro, alegria. O atendimento dessa família ilustra bem com o resultado almejado. 

Para Luísa Sanseverino, dentista e coordenadora da área de odontologia da SAS Brasil,  atender toda a família foi um momento muito importante e de muita responsabilidade. “O atendimento da Dona Ilsa foi muito forte e mexeu em lugares muito sensíveis em mim. O primeiro atendimento odontológico depois de 29  anos é um marco histórico na vida da pessoa e isso cria em nós também uma responsabilidade muito grande”, afirma a profissional. Sobre o diagnóstico, Luísa continua: “Ela apresentava problemas odontológicos de diversas áreas, não à toa tivemos que atendê-la mais de um dia”, descreve.

O que se esconde por trás de um sorriso?

”A saúde bucal e a autoestima tem uma relação extremamente íntima. O sorriso muitas vezes é tido como o ‘cartão postal’ de uma pessoa e, infelizmente, no Brasil a boca é ainda um indicativo social”, afirma Luísa. Para a dentista que desde 2017 atua na SAS Brasil, não é incomum o desenvolvimento de distúrbios de imagem, psicológicos e inseguranças emocionais por conta de problemas estéticos na boca, como é o caso da dona Ilsa. 

Para os netos, Joana e Leonardo, o primeiro tratamento odontológico com a SAS Brasil fez com eles soubessem da importância de cuidar da sua saúde bucal desde pequenos, e assim evitar problemas futuros.  Sendo uma oportunidade de mudarem a suas visões quanto à saúde bucal.

Eles ficaram animados e felizes por serem atendidos por dentistas vestidas de super-heroínas. O olhar de Leonardo era um misto de ansiedade e alegria na sua primeira ida ao dentista. Ao ser perguntado como estava se sentido na expedição, ele sorriu e disse “Me sinto ótimo!”.

 

Registro da entrevista online

Durante a entrevista para esta reportagem, não pude deixar de quebrar o protocolo após conhecer a trajetória de vida dessa avó e ver a garra que ela tem para cuidar dos seus netos. Mesmo a distância, poder ouvir essa história e traduzi-la neste texto é algo que nos faz refletir sobre o quanto milhares de mulheres chefes de família têm um acesso restrito à saúde especializada e o quanto esse fator está intimamente ligado à autoestima em suas vivências. Ilsa é sinônimo de força e foi um prazer e responsabilidade enorme contar a sua história! Confira a entrevista na íntegra com a  Dona Ilsa e seus netos, Joana e Leonardo

 

Sobre a  Expedição Maré

A equipe da SAS Brasil esteve na comunidade da Maré, no Rio de Janeiro, com foco na saúde infantil e no Projeto Diabetes. As crianças foram atendidas por pediatras, oftalmologistas e dentistas. Além da ação presencial, desde 2020, a SAS Brasil está presente na comunidade, realizando consultas em mais de 20 especialidades médicas por meio da telessaúde, um dos pilares na operação desta startup social.

A ação presencial realizou o atendimento de 120 alunos da escola da região e 50 de seus familiares entre os dias 21 e 23 de maio de 2021.

O perfil do público beneficiado se assemelhou ao de D. Ilsa e seus netos, que têm pouco ou nenhum acesso ao atendimento público devido à distância de postos de saúde, falta de infraestrutura onde moram ou escassez de recursos financeiros para custear o atendimento na rede privada. 

MARIA EDUARDA FÉLIX 

Maria Eduarda é potiguar e estudante de Jornalismo na Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Já atuou como pesquisadora científica e, atualmente, é voluntária da equipe de comunicação na SAS Brasil. Além de amar o poder e a responsabilidade que a comunicação social tem ao contar histórias.

Posts relacionados

Deixe um comentário

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e tratamento dos seus dados por este site.