Home Sem categoria SAS Brasil dá pontapé inicial da parceria com o Instituto Prevent Sênior estourando bolhas

SAS Brasil dá pontapé inicial da parceria com o Instituto Prevent Sênior estourando bolhas

por Ana Beatriz Viana Arruda

Ser SASer é ter o coração aberto para doar um pouco de si para que o outro tenha muito. É ter bolhas furadas a cada teleatendimento ou teste de vídeo. É aprender o verdadeiro significado de atendimento humanizado. É ter o coração tocado pela dor e necessidade do outro. Ser SASer é querer impactar a vida de milhares de brasileiros.

Confira: SAS Brasil é tema de artigo em revista internacional de medicina

É com a missão de compartilhar o espírito de transformação no mundo da saúde, que no início de 2021, a SAS Brasil fechou uma parceria com o  Instituto Prevent Senior, entidade que promove cursos, treinamentos e palestras voltadas para a área da saúde. Por meio da colaboração, mais de oitenta residentes passaram a integrar equipe de profissionais da SAS Brasil.

Cada um deles está colocando a mão na massa dentro de casa e realizando teleconsultas a pacientes que estão a quilômetros de distância, conhecendo suas casas, escutando suas queixas e adentrando novas realidades. É diante dessas novas experiências que a residente de clínica médica, Beatriz Eliza Vaz, dá seu depoimento sobre o seu primeiro teleatendimento na SAS Brasil, que foi realizado na última terça-feira (19).  Confira o testemunho de Beatriz:

Hoje (19) foi meu primeiro dia de atendimento na SAS Brasil. Eu queria compartilhar o quanto isso me surpreendeu positivamente. Não é a telemedicina como nós estamos acostumados. É muito doido abrir a câmera e ir parar no meio da favela do RJ e atender um sotaque carioca. E o mais chocante; você está na Prevent, mas não é a Prevent! 

Beatriz Vaz (arquivo pessoal)

Estamos acostumados a trabalhar com tudo! E nesse modelo trabalhamos com tudo o que temos, que na maioria das vezes é só nosso próprio notebook e nosso microfone. Eu acho que é isso aí que eles chamam de “furar a bolha”.

Hoje eu vi o preceptor discutindo o preço da medicação, pesquisando o que tinha de medicação no SUS para que essa consulta virtual se concretizasse minimamente na mão e na vida de alguém. É doido ouvir de um paciente que você nunca tocou fisicamente: “eu gosto muito de você”

Os pacientes acham que eles ganharam muito, o pessoal da SAS Brasil também acha, mas hoje eu estou achando que quem ganhou mais fui eu mesma! Obrigada pela oportunidade e pela confiança apesar da minha cara de desânimo no começo!

Contem comigo e sigam firmes!

O depoimento de Beatriz foi amplamente compartilhado entre voluntários, profissionais de saúde e colaboradores da SAS Brasil. É através de momentos como esse que cada um se lembra do motivo que estamos junto à organização, queremos conectar pessoas, propósitos e inovação para potencializar o acesso à saúde para quem não tem. 

Posts relacionados

Deixe um comentário

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e tratamento dos seus dados por este site.