Paulo Martins: De navegador do Rally a voluntário SAS

“O frio na barriga só aumenta. Esse será um Rally diferente para mim”, revela o engenheiro Paulo Martins, de 46 anos. Não é para menos. Depois de participar durante seis anos como navegador da equipe técnica do Rally dos Sertões, ele decidiu que em 2017 deixaria as planilhas da sua função de lado para integrar a equipe de voluntários da próxima expedição do SAS Brasil, que acontecerá a partir do dia 19 durante os 10 dias de provas.

Paulo conheceu o SAS Brasil durante seu trabalho como navegador, porque uma de suas funções era ficar em um trecho fixo da prova e dar suporte à comunidade da região. “Como tinha contato com as comunidades atendidas pelas expedições, via o quanto as ações geravam impacto e eram gratificantes”, conta.

Engenheiro de formação, o novo voluntário trabalha hoje como gestor de qualidade no setor automobilístico. Seu primeiro rally foi em 2006, quando, junto a um amigo, resolveu pegar a estrada em um carro próprio e acompanhar a equipe da prova.

Foi durante essa aventura que ele acabou conhecendo os diretores da competição e acabou sendo chamado para trabalhar no ano seguinte. “A equipe técnica é formada sempre por um piloto, um médico e um navegador. Os dois primeiros são responsáveis por percorrer de carro todo o trajeto da prova e auxiliar os competidores em qualquer necessidade”, explica.

Já o navegador, ele conta, é deixado durante o dia em um ponto fixo da prova com a missão de auxiliar a logística e dar apoio nas rotas por onde a prova vai passar.  A equipe só se junta novamente à noite, quando pegam a estrada até o trecho do dia seguinte.

Sobre as expectativas para ser voluntário do SAS Brasil, Paulo afirma estar bem ansioso para o que vem pela frente.

“Tem o frio na barriga por ser algo diferente e do qual não tenho experiência, mas acho que vai ser de grande valor. Estou disposto a ajudar em tudo que eu puder e aprender com todos”, conclui.

A expectativa para a próxima expedição, que passará pelas cidades de Alto Garças (MT), Aquidauana (MS) e Santa Terezinha de Goiás (GO), é impactar mais de 3 mil pessoas no período entre 19 e 26 de agosto. O projeto conta com o apoio da Roche Farmacêutica, Dunas, Hospital de Câncer de Barretos, do AmigoH, braço de oncologia e hematologia do Hospital Israelita Albert Einstein, Red Bull Amaphiko, entre outros.

Voluntários Sertões 2017. A partir de hoje, o Blog do SAS Brasil contará um pouco das histórias da equipe de voluntários que nos ajudará a levar saúde e alegria às comunidades que ficam na rota do Rally dos Sertões! Não conseguiu ir com a gente, mas quer ajudar? Fique ligado! A partir da próxima semana, começaremos nossa campanha de financiamento coletivo no Catarse. 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *