O SAS Brasil é uma organização social sem fins lucrativos e itinerante criada em 2013. De lá para cá, já atendemos mais de 55 mil pessoas em 14 Estados, inclusive quando ocorreram os rompimentos das barragens de Mariana (MG) e de Brumadinho (MG). Em 2020, por ocasião da pandemia do SARS-CoV-2 (“novo coronavírus”), causador da covid-19, o SAS Brasil passou a realizar atendimentos via telemedicina, tecnologia que já conhecia e vinha usando desde o ano anterior.

Seja doador SAS Brasil

Com a telemedicina, passamos a oferecer atendimentos médicos e psicológicos a pessoas socialmente vulneráveis em comunidades de grandes capitais e de dezenas de cidades. Com isso, evitamos o deslocamento dessas pessoas a hospitais e unidades de saúde durante a pandemia. Desde a adoção da telemedicina, mais de 20 mil pessoas já foram beneficiadas.

Cronologia do SAS Brasil

O SAS Brasil foi criado em 2013 por 8 amigos, que viajaram com 2 carros, 2 motos, uma tenda de campanha e beneficiaram 1,5 mil pessoas no 21º Rally dos Sertões, em 4 cidades do Goiás (Goianésia, Minaçu, Pirenópolis e Porangatu) e em Natividade (Tocantins). Foram 3,327 km rodados. Veja mais fotos

Foto: Ton Pederneiras

No ano seguinte, os números dobraram: 16 voluntários e quase 3 mil pessoas beneficiadas no Sertões. Voltamos para o Goiás, visitando Ipameri, e estivemos em 3 cidades mineiras: Bonito de Minas, Conceição do Mato Dentro e Olhos d’Água. Adotamos nosso primeiro contêiner. Rodamos 2.662 km. Veja mais fotos

Foto: Ton Pederneiras

O SAS Brasil foi ainda mais longe: 17.049 km. Além do 23º Sertões, pela 1º vez fizemos expedições autônomas e participamos de eventos. Estreamos em vários Estados: além de MG, estivemos na Bahia, no interior e no litoral de São Paulo, no Paraná, no Mato Grosso do Sul, no Ceará e em Pernambuco. Resultado: mais de 7,4 mil pessoas beneficiadas durante o ano. Veja mais fotos

Foto: Ton Pederneiras

Em 2016 rodamos 9.132 km por estradas de SP, GO e TO. Participamos do Rally do Sertões pela 4ª vez (Cavalcante/GO e Natividade e Ponte Alta do Tocantins/TO) e voltamos para a comunidade de Castelhanos, na Ilhabela (SP). Mais de 7,4 mil pessoas foram beneficiadas pelas ações e por um evento beneficente do qual participamos em São Paulo. Veja mais fotos

Foto: Ton Pederneiras

No nosso 5º ano, fizemos camisetas roxinhas e rodamos 14.159 km em 6 expedições. Além do 25º Rally do Sertões (MT pela 1ª vez), estreamos também na Paraíba. Também foi o 1º ano das nossas incursões por áreas carentes de São Paulo: visitamos Sete Barras, no Vale do Ribeira. O número de beneficiados também foi recorde: mais de 11,6 mil pessoas!

Foto: Gabriel Toueg

Rodamos 11.056 km e tocamos a vida de mais de 6 mil pessoas em 2018. Demos continuidade ao projeto no Estado de São Paulo, visitando 3 vezes Biritiba Mirim. No Rally do Sertões, pisamos em mais um Estado, o Piauí, atendendo a linda São Raimundo Nonato. No fim do ano fizemos uma expedição para a comunidade pesqueira do Preá, no litoral do Ceará. Veja mais fotos

Foto: Gabriela Valente

O ano de 2019 foi de muitas mudanças! Adotamos logo, site e identidade visual novos! Passamos a ser uma das 3 dimensões do Sertões, ao lado da competição e do turismo – viajamos com 92 voluntários, um recorde! Fizemos 10 expedições, incluindo 3 para Brumadinho (MG) na sequência da tragédia. Também estreamos o Anariá na Escola, projeto sobre valorização e saúde feminina em escolas de SP. Foram mais de 17 mil km rodados e novo recorde: 18.120 pessoas beneficiadas. Veja mais fotos

Foto: Fernanda Ary

A pandemia de covid-19 fez a gente se reinventar e adotar a telemedicina. Até outubro de 2020, mais de 30 mil pessoas já haviam sido beneficiadas em comunidades socialmente vulneráveis de dezenas de cidades em todo o país. Também adaptamos uma das nossas carretas e a transformamos em hemocentro itinerante, que está coletando sangue na capital e Grande São Paulo.

Foto: Roy Bento

Saúde é a alegria do corpo; alegria é a saúde da alma

Idealizado para levar atendimento médico com alegria a populações de regiões com pouco ou nenhum acesso a tratamentos especializados, o SAS Brasil assumiu, desde o início, um caráter itinerante, viajando até os municípios atendidos com uma estrutura formada por unidades móveis montadas sobre carretas e contêineres, com completa estrutura médica. Sempre acreditamos nisso: saúde combina com alegria! Por isso, nas nossas ações, uma não caminha sem a outra.

Durante a pandemia, não tem sido diferente. Com a telemedicina, também conseguimos inserir elementos de alegria para fazer melhor o dia de pessoas que estão em casa, isoladas, muitas vezes com problemas de saúde. Nossos médicos e psicólogos usam toucas de super-heróis, interagimos com os seres humanos do outro lado da tela e sempre oferecemos o atendimento com cuidado, carinho e empatia. Um dos destaques é o pós-consulta, que fazemos para que os pacientes possam tirar eventuais dúvidas e avaliar o atendimento que receberam.

Seja presencialmente nos locais ou via telemedicina, a tarefa de prover à população carente esse acesso à saúde que – acreditamos – deve ser universal, é realizada por times multidisciplinares de profissionais de várias áreas, em que cada integrante empresta seus talentos e conhecimentos específicos para oferecer, de forma voluntária, ações de entretenimento e de saúde às populações das cidades visitadas.

O SAS Brasil e o Sertões

Desde 2013, o SAS Brasil é a ação social oficial do Sertões (antigo Rally dos Sertões), a mais tradicional prova off road realizada no país e a maior das Américas. Levamos atendimento médico e uma série de ações para as populações carentes no entorno do trajeto da competição, que existe desde 1992 e se tornou muito mais do que uma corrida: é uma vitrine para uma das regiões mais bonitas embora mais invisíveis do nosso Brasil.

A partir de 2019, passamos a ser uma das 3 dimensões do Sertões: competição, turismo e social. Ao longo de 10 dias na estrada, rodamos milhares de quilômetros, dormimos acampados em escolas ou creches e madrugamos para distribuir saúde e alegria para a população. Nossos voluntários altamente engajados formam equipes com profissionais multidisciplinares de várias áreas, como médicos, dentistas, engenheiros, TIs, comunicadores, educadores etc.

Além do Sertões, também realizamos, desde 2015, expedições autônomas, somando em média 40 dias de atuação presencial por ano.

Visite o site do Sertões