No Dia do Voluntáro, SAS Brasil homenageia as pessoas que transformam o Brasil se divertindo

Uma expedição por vez. Uma viagem por vez. Uma cidade por vez. Uma turma de voluntários dedicados, cheios de energia e de amor para dar por vez. Aos poucos, há cinco anos, o SAS Brasil vem mudando o país. Por isso, hoje, 5 de dezembro, Dia Internacional dos Voluntários para o Desenvolvimento Econômico e Social, prestamos uma singela homenagem a essa rede de pessoas maravilhosas que fazem ser o SAS Brasil ser o que é! Assista:

 

Somados, os voluntários do SAS Brasil já superam 500 pessoas. Esse time de profissionais multidisciplinares viajam com a gente para os lugares mais isolados e carentes do Brasil para levar saúde, alegria e sustentabilidade para quem realmente precisa. E é sempre assim: com um sorriso no rosto apesar do cansaço e do calor, com vontade de ajudar e com lágrimas de emoção nos olhos ao final de cada dia, quando fazemos a reunião para entender o que deu certo e o que pode ser melhorado.

Ao longo desse período, já tivemos expedições com até 76 voluntários, quando a turma dos melhores alunos do cursinho pré-vestibular Anglo viajou com a gente para Sete Barras (SP), no Vale do Ribeira, para levar ações do projeto Olhos Abertos. No Rally dos Sertões, já tivemos expedições com 8 voluntários (a primeirona, em 2013) e até 42, em 2017, na edição comemorativa dos 25 anos da tradicional prova off road. Essa equipe reúne médicos, dentistas, advogados, comunicadores, arquitetos e muitas outras profissões.

Assista à homenagem também no nosso Instagram

Graças ao trabalho em rede e à dedicação desmedida dos voluntários, o SAS Brasil tem conseguido ir mais longe a cada ano, levando mais saúde e alegria para ainda mais gente. Em 2017 foram mais de 11,3 mil pessoas impactadas em cidades de seis Estados brasileiros. Em seis expedições, passamos por Aparecida (PB), Milagres (CE), ambas na primeira viagem do ano, Nordeste 2017, Sete Barras (SP), cidade em que estivemos em três ocasiões, e Alto Garças (MT), as comunidades indígenas Limão Verde, Aldeinha e Buritizinho, próximas a Aquidauana (MS) e Santa Terezinha de Goiás (GO), durante o Rally dos Sertões.

Um pouco de história
A data foi criada em 1985 pela Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU). O objetivo da data era incentivar a participação voluntária em todo o mundo. Na Resolução de 17 de dezembro daquele ano, em que a data foi instituída, a Assembleia Geral reconhecia a importância do voluntário e convidava a todos os setores da sociedade – governos, ONGs e a sociedade civil – a incentivarem e divulgarem o importante trabalho dos voluntários.

Mas o que é ser voluntário? Como lembra o UOL, na definição que consta no dicionário, a palavra “vem do latim voluntarius e significa ‘aquele que age por vontade própria’, uma vez que voluntas, também em latim, quer dizer ‘vontade'”.

Ao criar a data, em 1987, a ONU complementou a definição, aplicando-a ao seu sentido social. Segundo a definição das Nações Unidas, “o voluntário é o jovem ou o adulto que, devido a seu interesse pessoal e ao seu espírito cívico, dedica parte do seu tempo, sem remuneração alguma, a diversas formas de atividades, organizadas ou não, de bem estar social, ou outros campos”. Em 1990, voluntários de todo o mundo aprovaram a Declaração Universal do Voluntariado.

Depois de analisar os maiores problemas mundiais, a ONU estabeleceu, no ano 2000, os 8 Objetivos do Milênio no tocante ao voluntariado, definindo as principais áreas de trabalho voluntário que deveriam ser estimuladas, para solucionar definitivamente os problemas: erradicar a extrema pobreza e a fome, atingir o ensino básico universal, promover a igualdade entre os sexos e a autonomia das mulheres, reduzir a mortalidade infantil, melhorar a saúde materna, combater o HIV/aids, a malária e outras doenças, garantir a sustentabilidade ambiental e estabelecer uma Parceria Mundial para o Desenvolvimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *